#SanidadDesnutrida: Abandonar o Sistema Nacional de Doença

A alimentação é fundamental para prevenir doenças, apesar de isso se nos nega a ajuda de nutricionistas-nutricionistas em Saúde. #SanidadDesnutrida

blog-saúde-menshealthOKAtualmente temos um Sistema Nacional de Saúde, que deverá rebautizarse, como Sistema Nacional de saúde, e dentro dele, alguns profissionais de saúde que poderiam muito bem ser chamado de profissionais da doença. E não porque eles querem, mas porque assim é como está organizado o nosso sistema de saúde. Atualmente, este sistema está baseado, principalmente, NÃO em evitar que fique doente, mas em curar quando já doente. Eu acho que você já deve ter percebido, o ruim é que nos parece a coisa mais normal.

Você acha que a alimentação tem influência na sua saúde?

Parece uma pergunta absurda. Hoje sabemos que morremos muito frequentemente por doenças que podem ser evitadas e alimentação, junto a outros estilos de vida, como exercício físico regular, podem ser cruciais na hora de desenvolvê-las. A obesidade, a diabetes, a hipertensão ou até mesmo o câncer têm que ver com como te alimentas e com o seu estilo de vida. Não estou contando nada que você não saiba??? Pois parece que o nosso governo lhe soa em chinês porque apesar de tu não tem direito a poder aceder a um nutricionista-nutricionista em saúde pública.

Você acha que contratar arquitetos, as obras impede que os prédios caiam?

Quando alguém decide construir um edifício estuda-se o terreno para que seja edificable e um arquiteto se encarrega de que as cargas de peso, sobre cada uma das estruturas seja adequada para que o prédio não caia. Se não existissem esses profissionais algumas casa continuariam em pé, outras aguantarían alguns anos e muitas acabariam meio em ruínas. O mesmo acontece com a nossa saúde, se não existem os profissionais adequados para prevenir e nos baseamos apenas em consertar as rachaduras que se vão formando na nossa saúde, e não impedi-los, desde o início, estamos condenados a uma saúde em ruínas.

Um nutricionista-nutricionista ou de um técnico superior na alimentação são as chaves para educar e desenvolver bons hábitos de alimentação da população e prevenir futuras doenças ou que, já existentes, se continuarem a desenvolver. Vou Me atrever a ir um passo além, e revindicar também por meus companheiros de CAFÉ (Licenciados em Ciências da Actividade Física e do Desporto) que nem sequer são considerados profissionais da saúde. O mas? O dia de hoje não vemos a importância que tem a atividade física em nossa saúde?

Você acha que a frase “é Melhor prevenir do que remediar” faz sentido e, além disso, nos faz economizar?

A esta altura, espero que já tenha claro que a típica frase que dizia nossa avó “Melhor prevenir do que remediar” era mais do que certa. Mas você pode pensar que é demasiado caro para ser realizado. Pois o certo é que não só é bom para a nossa saúde, mas que também nos faria economizar em Saúde.

Neste artigo da Associação Portuguesa de Nutricionistas Nutricionistas se estuda a relação custo-benefício de incluir os nutricionistas-nutricionista no Sistema Nacional de Saúde. Mas é difícil, pois se deve estudar a prevenção da própria doença, as complicações e doenças decorrentes delas e as economias em material de operações, medicamentos, tempo de assistência de outros profissionais, redução da mortalidade, etc., Se vemos apenas um estudo que nos apresentam sobre a inclusão do nutricionista-nutricionista em equipamentos médicos, a parte das reduções de mortalidade e complicações que notam melhorias de 23% e 50%, respectivamente, existe uma economia de 4,2 dólares por cada dólar investido.

Apesar disso, somos o único país da União Europeia que nega a seus cidadãos a atenção do nutricionista-nutricionista, isso sim, nós somos um dos primeiros nos postos de Obesidade infantil.

Manifestação por uma #SanidadDesnutrida

Conheceis a frase “Dá um peixe a um homem e lhe darás alimento para um dia, ensénale a pescar e alimentá-lo para o resto de sua vida”. Pois quero acabar com a releitura que faz dela José Maria Ordovás e que diz “Dê a uma criança de comer e alimentá-lo um dia, ensine-o a comer e assim farás saudável para o resto de sua vida”. Pois no fundo somos todos crianças em temas de nutrição. Existe tanta informação e tão contraditória que a gente já não sabe o que deve comer, o que é bom ou que é ruim. Ou o que é pior, pensa que se sabe. E é que é mais perigoso, o falso conhecimento que a ignorância. Deixemos de lado as dietas e você por um estilo de vida e de alimentação saudável. Por tudo isso, luta por seus direitos e vai para a manifestação do dia 10 de Maio, em Madrid, convocada por meus companheiros de Dietética, sem Patrocinadores.

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *