Mudar hábitos, vamos fazer isso fácil – Faça com que funcione

Converte essa energia pós-férias em algo que te ajude a melhorar. Te dou alguns conselhos para dar os primeiros passos para mudar hábitos de forma simples

wifi

Setembro, época de depressões postvacacionales, volta à rotina e anúncios de colecionáveis em todas as teles… Um momento ideal para dar-lhe algo de novo que te ajude a fazer as coisas de forma mais eficiente e viver melhor. Não. Não me refiro a comprar o novo iPad Pro ou qualquer outro gadget para dinamizar seu trabalho ou o seu lazer. Falo de começar a fazer as coisas de forma diferente, de mudar hábitos. Vamos fazer isso fácil…

A volta das férias, juntamente com o ano novo, se torna o melhor momento para introduzir este tipo de alterações. Trata-Se de um tema de atitude, temos essa necessidade de algo novo, temos vontade de mudar… Pois bem, vamos tentar canalizar essa energia para criar algo que valha a pena.

O que mudar hábitos e por que?

Primeiro, devemos ter claro o que é o que queremos fazer expresándolo de uma forma clara e concisa. Se me ponho diante de uma folha em branco e escrevo:

Não é o mesmo que:

O problema reside em não definir uma visão bastante clara do que pretendemos, de tal modo que em qualquer ponto do processo, nos demos a permissão de dizer: “Já está, já o tenho”. Definir os limites a que queremos chegar nos permite saber com exactidão o que nos falta alcançar e em que ponto do caminho nos encontramos.

O outro cavalo de batalha anterior à mudança consiste em promover em saber por que queremos empreender o caminho. Voltando ao exemplo do uso excessivo de seu smartphone, não se serve pensar que você deve deixá-lo por tratar-se de uma barreira social ou um luxo de tempo. Você deve visualizar a situação sem esse mau hábito, para assim ver você conversando e curtindo a companhia de outras pessoas, ou concentrando-se mais no trabalho. Visualizar se reafirma e facilita o próximo passo.

Qual é o passo mais pequeno que posso fazer?

Pensa em grande, atua em pequeno. Você pode marcarte grandes objetivos, também, na implantação de hábitos, mas passo a passo. Pergunte a si mesmo qual é o passo mais pequeno que você pode dar para começar a sua caminhada, buscando sempre o menor, o mais ínfimo…

Não é apenas uma questão de simplicidade, ao implementar, mas também de vencer a resistência produzida por tentar mudar uma forma de agir cultivada durante anos.

Escolhe um passo simples e fácil como “Desligar o telefone durante a hora de comer”, como primeiro passo. Durante as semanas que se consolida, a ação como um hábito e, se você não tiver desistido, tenta dar um passo a mais, como por exemplo deixar seu celular dentro da bolsa quando você trabalhe… Parecem minúcias, mas conseguimos construir o giro com mais firmeza e, ao olhar para trás um ou dois meses depois, você vai se surpreender como o que foi alcançado.

Melhor se tudo é mais simples

Para fechar o post, uma breve reflexão pessoal. Me dou conta que muitas vezes nos dedicamos -ou me dediquei – a criação de novos comportamentos, para modificá-los, mas nunca a simplificar a minha forma de agir. Já não se trata de remover maus hábitos ou a implementação de novos, mas de mudar as coisas para fazê-las melhor e de forma mais direta. Nos próximos post vou te dizer…

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *