Estar em forma com a Reebok CrossFit

Eu tenho três semanas querendo escrever este post, exatamente do que eu visitei as instalações da Reebok em Amsterdam. Este resort nos arredores da cidade…

eu Tenho três semanas querendo escrever este post, exatamente do que eu visitei as instalações da Reebok em Amsterdam. Este resort nos arredores da cidade lembra a instalações do Google no Vale do Silício, onde, em vez de máquinas de vending, consolas de jogos ou grandes espaços de lazer com mesas de bilhar e matraquilhos, contam com um campo de basquetebol e futebol de salão dentro das próprias instalações, um centro de fitness bem equipado, e, atentos, o melhor Box de CrossFit que tenho visto até à data.

Durante a visita se nos apresentou a nova Reebok RealFlex, uma maravilha que deixa o resto de seus concorrentes na nova tendência do “Barefoot running” em uma situação bastante desconfortável devido a sua grande superioridade, e das quais nunca me separar nem por um momento. De facto, estou a caminho de Madrid, no AVE para treinar Frank Branco e as levo postas.

Me chamou muito a atenção que o box que visitamos, além de contar com a foto de Michael Phelps na porta do meu guarda-roupa, o que já supõe uma descarga de motivação, uma das paredes do box levava inscrita uma lenda que eu adorei. Intitulada “o Que é Ginástica?” e citou os dez pontos que determinam que uma pessoa esteja realmente em forma para a Marca e para o mundo do CrossFit em geral. A ideia partiu da base de como você poderia quantificar o estado de forma de uma pessoa. Quem está mais em forma? Será que o campeão do mundo de triathlon, decathlon, 100 metros, um ginasta olímpico ou um jogador profissional de rugby? Se você olhar todos os atletas admiráveis, mas com capacidades completamente diferentes.

1.- Resistência cardiovascular. A capacidade do organismo para processar e utilizar o oxigênio como o precursor de energia.

2.- Stamina. A capacidade do organismo para processar, acumular e utilizar energia

3.- Força. A capacidade do organismo para gerar força em um plano e endereço específico.

4.- Elasticidade. A capacidade do organismo de se mover em uma ampla gama de movimento, mantendo a estabilidade articular em todo momento.

5.- Potência. A capacidade do organismo de gerar força máxima possível por unidade de tempo

6.- Velocidade. A capacidade de repetir um mesmo padrão motor tantas vezes quanto possível em um tempo determinado.

7.- Coordenação. A habilidade de combinar, de forma eficiente, diferentes movimentos.

8.- Agilidade. A capacidade de reduzir ao máximo o tempo necessário para passar de um movimento complexo para outro.

9.- Equilíbrio. A capacidade de controlar o deslocamento do centro de gravidade em relação ao ponto de apoio durante o movimento.

10.- Precisão. A capacidade de manter uma técnica rigorosa, independentemente da intensidade.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *