Escolha o número certo de repetições

Muitos me pedir quantas repetições devem ser feitas para trabalhar um determinado objetivo e a verdade é que esta variável do treinamento o condiciona todo….

Muitos me pedir quantas repetições devem ser feitas para trabalhar um determinado objetivo e a verdade é que esta variável do treinamento o condiciona tudo.

O número de séries, tempo, tempo de descanso entre as séries, e até mesmo a seleção dos exercícios está condicionado pela intensidade de treinamento e esta, por sua vez, o número de repetições. O peso determina a tensão que ocorre no músculo e o tipo de fibras ativadas, o que influencia no treino e nos resultados. Por isso é tão importante o conceito de intensidade na hora de projetar um plano de treino.

Em muitas ocasiões, entendem o conceito de intensidade, já que se usa este termo para se referir aos treinos duros e difíceis, com poucos períodos de recuperação e grande volume. Em termos científicos, a intensidade não é mais do que a percentagem que representa um determinado peso em relação ao máximo que serias capaz de mover-se em um exercício concreto e sem alterar a técnica.

Um fisiculturista utiliza séries mais longas e, portanto, menos peso do que qualquer atleta de força, como você pode ser um jogador de rugby ou um levantador de pesos. Seus treinos nunca terão a mesma intensidade. Não importa o musculosos que estejam, os gritos que dão durante as séries ou que pareçam que vão arrasar com o gym, como se fossem Gado.

A intensidade é geralmente descrito como o número de repetições máximas, sendo maior quanto menor é o número de repetições capaz de realizar sem alterar a técnica. Neste sentido, 8RM significará um peso com o qual você pode fazer oito repetições no máximo, e esta intensidade será sempre menor do que 5RM por exemplo. Não há que dizer que o peso máximo que você é capaz de se mover, é descrito como de 1 rm.

O número, ou, mais exatamente, o intervalo de repetições, o que escolher para o seu treino está determinado por aquilo que se chama o “Continuum Neuromuscular”. De acordo com esta teoria, diante de um mesmo tempo, um baixo número de repetições máximas provoca uma adaptação no sistema nervoso que se vai perdendo em favor de uma adaptação a nível muscular à medida que aumentam o número de repetições.

Esta teoria se vê contrastada dia-a-dia, ao observar que aqueles que treinam 3-5 RM obtêm melhores resultados na força máxima que aqueles que treinam 10-12 RM, enquanto que estes últimos ganham mais massa muscular. É por isso que o número de repetições determina o tipo de resultados que iremos obter e, portanto, deve ser tida em conta na hora de projetar um plano de treino.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *