Dia Mundial da Alimentação: pense em sua saúde e a do planeta

No dia 16 de Outubro a FAO comemora-se o Dia Mundial da alimentação. Este ano sob o lema “O clima está mudando. A alimentação e a agricultura também”

dia-mundial-alimentacionok

O esporte e uma alimentação saudável estão em crescimento. Alguns pensam que são modas, mas eu creio firmemente que este estilo de vida está aqui para ficar. Cuidar de si é sempre uma boa decisão que afetará a sua saúde atual e futura mas e se começamos a pensar da mesma forma sobre o nosso planeta?

16 de Outubro foi o Dia Mundial da Alimentação, em que a FAO (Food and Agriculture Organization, organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura) utilizou como lema “O clima está mudando. A alimentação e a agricultura também”. Com isso, a FAO quer enfatizar que a mudança climática está afetando sobretudo as pessoas mais pobres do planeta e que os recursos que temos são limitados e devem ser considerados. Às vezes temos a sensação de que a água é infinita porque sempre estiveram lá ou que os solos podem nos prover de alimento, uma e outra vez, sem enfraquecer, mas isso não é verdade.

captura-de-tela-2016-10-16-a-as-21-20-05

A população mundial cresce de forma constante e em 2050 espera-se que sejamos 9.600 milhões de pessoas. Com isso, a necessidade de mais alimentos, e de uma produção mais sustentável se faz ainda mais necessária. Para que o abastecimento de comida não chega a ser um problema, os governos devem colocar mãos à obra, mas também tu tens muito o que dizer sobre isso. Como agir no seu dia a dia ou em suas decisões de compra podem forçar uma mudança no sistema de produção de alimentos. Não se limite a ir votar 1 vez a cada 4 anos (ou mais freqüentemente nos tempos que correm), use suas decisões diárias para influenciar o ambiente e em sua sociedade.

A FAO nos propõe algumas ações que, como indivíduos, podemos começar a levar a cabo. Eu te resumir as que têm que ver com a sua alimentação, mas neste link, você pode lê-las todas:

  1. Inscreva-se no segunda-feira sem carne. Esta iniciativa propõe-nos fazer uma dieta vegetariana 1 vez por semana (pelo menos). Desta forma poupamos em recursos, já que para produzir 1 kg de carne exige mais gastos para produzir 1 kg de legumes. Para que se faça uma ideia, entre outros recursos, 1 kg de carne precisa de 13.000 litros de água para ser produzido, enquanto que 1 kg de legumes, só precisa de 1250 litros.
  2. Opta pela pesca sustentável. Isso quer dizer começar a consumir aqueles peixes menos explorados, como a cavala (entre outros) e deixar de consumir outros, como o atum. Come peixe de proximidade e de temporada (sim, os peixes também têm temporada) ou que tenha a etiqueta ecológica. Na Catalunha, por exemplo, pode optar por iniciativa de O peixe ao plat.
  3. Planeie as suas refeições, faça um menu semanal e compra apenas o que precisa para evitar o desperdício de alimentos.
  4. Aprenda a diferenciar a “data de validade” e “data de consumo preferencial”. A primeira indica que o alimento já não é comestível, a segunda que o alimento pode ser que não tenha as propriedades organolépticas que deveria, mas certamente se pode consumir.
  5. Armazene os seus alimentos de forma rotativa: tanto na geladeira como no armário coloque por trás dos alimentos que comprou há pouco tempo e diante dos que levem mais tempo ali. Desta forma evitará deixar esquecido o produto e que você tem que jogá-lo.
  6. Utilize as sobras de comida para fazer outros pratos ou congélalas para consumir outros dias.
  7. Não tenha manias na hora de comprar frutas ou legumes pouco atraente. Esta prática fez com que se desperdiçados pilhas de comida no sistema de alimentação.
  8. Compra produtos locais e sazonais, desta forma disminuirás as emissões de carbono necessárias para o transporte de alimentos e, portanto, a pegada ecológica.
  9. Informe-se sobre a comida que você compra. O utilizam práticas que respeitam o meio ambiente? Apoiando as empresas que o fazem está promovendo este tipo de práticas.

Não pense que, como indivíduo, pode fazer pouco. Suas convicções e decisões podem servir para mudar a forma de proceder para as empresas. Não sejas indiferente ¡atua e respeita a saúde do planeta!

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *