Crossfit ou fisioculturismo, tu o que você prefere?

Crossfit e Musculação são duas disciplinas desportivas totalmente em crescimento. Só temos que ver a quantidade de eventos e categorias que existem no fisiculturismo e…

crossfit-menshealthok

Crossfite Musculação são duas disciplinas desportivas totalmente em crescimento. Só temos que ver a quantidade de eventos e categorias que existem no fisiculturismo e a grande implantação de box de Crossfit em nossas populações.

Meu propósito não é posicionarme, nem explicar muito sobre a metodologia dessas atividades, mas sim oferecer-lhe informação útil a nível de objectivos e de caráter motivacional que te ajude a saber o que é o que mais te convém.

Em primeiro lugar, quero descrever brevemente cada atividade física:

  • O Bodybuilding (fisicosulturismo) é uma atividade que tem como finalidade alcançar o maior grau de volume, definição e simetria muscular. Isto se obterá através de programas de força planejados de acordo com o período da temporada, combinados com dietas rigorosas.

Quero ressaltar que não basta fazer referência aos concorrentes, já que em ginásios, uma grande parte dos usuários têm esses objetivos.

  • Crossfit é um sistema de treino de alta intensidade muito variado, que propõe sessões do dia em que se realizam diferentes exercícios como agachamentos, arrancadas e carregadas de potência, peso morto, etc., além de outros exercícios gímnicos, usando argolas, bolas medicinais, kettlebells, etc.

A organização das sessões também é muito variada, podem propor diferentes desafios, como fazer a maior quantidade de exercícios marcados no menor tempo possível, ou fazer os exercícios fixados em um tempo definido, que pode ser entre 10 ou 20 minutos.

Em seguida quero explicar quais são os benefícios que você pode obter com cada actividade, tanto a nível de desempenho físico, estético e também a influência que tem, cada uma, a nível mental/emocional e suas possíveis riscoss.

De Crossfit destacaria que se concentra em exercícios globais de força e potência, além dos comentados anteriormente também deve subir, correr, saltar, etc.

Estes são exercícios que se aproximam os movimentos humanos naturais, diários e esportivos. Envolvem grande parte da musculatura e se fazem a uma intensidade muito alta ou máxima, com o qual também existe um enorme estresse metabólico.

Os benefícios ao nível da composição corporal são extremamente interessantes para si, já que depois de algumas semanas de treinamento, você pode conseguir um aumento de sua massa muscular, uma vez que o seu peso gordo desce e melhorias significativamente capacidades físicas como força, potência, capacidade aeróbica e de coordenação, entre outras. Todos estes benefícios são alcançados de forma conjunta e progressiva.

Grande parte do que lhe dizia o que demonstra Smith, M. e colaboradores em seu estudo com 23 homens em 2013 (Crossfit-based intensity power training improves maximal aeróbica fitness and body composition).

Se aumentar o volume e alcançar a maior simetria possível na sua musculatura é o que mais lhe interessa com o bodybuilding o conseguirá de forma mais direta, já que se centra no molde da musculatura à base de exercícios de força mais bem analíticos para influenciar os grupos musculares de forma mais concreta. Sim, esta atividade não oferece diferentes benefícios ao nível do desempenho físico, que oferece a anterior.

Nas duas atividades da força desempenha um papel muito importante, mas como te disse antes, se aplica de forma muito diferente, e isso leva a diferenças muito interessantes:

– A hipertrofia muscular que se consegue com o Crossfit é predominantemente do tipo sarcomérica, ou seja funcional e útil para diversas atividades físicas. Em contrapartida, na musculação predomina mais a hipertrofia sarcoplasmática, com ela, os níveis de força aumentam, mas tem mais influência na estética corporal e não tanto no desempenho físico.

– Também existem diferenças no aspecto físico do atleta. Esta apreciação não tem respaldo científico, é uma opinião pessoal com base na minha experiência e percepção: A musculatura do crossfiter é mais densa, mais rochosa, talvez tem uma presença mais dura e contundente. Em contrapartida, a musculatura do bodybuilder tem mais detalhes, mais relevos e parece mais separada, isso faz com que se aprecie mais definida.

Acho que melhorar a sua estética tem uma certa importância, já que veja essa imagem corporal desejada pode dotarte de auto-confiança, mas também deve saber do possível perfil narcisista que pode ter o fisiculturista. Por sua modalidade esportiva e objectivos pode ter mais probabilidade de cair em práticas pouco saudáveis para alcançar suas metas e de padecer vigorexia que qualquer outro atleta.

Existe um estudo de 2014 (Fatores de personalidade e de musculação: Indicadores associados à vigorexia), que apoia o que lhe dizia.

Por último, a incidência de lesões no Crossfit também é um tema de actualidade. A dificuldade de manter a boa técnica durante a execução de exercícios de força e potência tão complexos e em sessões de alta intensidade representam um possível risco de lesão. Sendo os ombros e a parte baixa das costas as áreas que mais correm risco.

Personalizar a sessões com base no nível, as competências e os objectivos da pessoa em específico sempre é a melhor opção para render e ser saudável.

BIBLIOGRAFIA:

  • Hak, P. T., Hodzovic, E., & Hickey, B. The nature and prevalence of injury during CrossFit training. J Strength Cond Res 2013 22 Nov. [Epub ahead of print].
  • Smith M, Sommer, Starkoff B, Steven T. Crossfit-based intensity power training improves maximal aeróbica fitness and body composition. J Strength Cond Res. 2013.
  • Hooper, DR, Szivak, TK, Comstock, BA, Dunn-Lewis, C, Apicella, JM, Kelly, NA, Creighton, BC, Flanagan, SD, Looney, DP, Volek, JS, Maresh, CM, e Kraemer, WJ. Effects of fatigue from resistance training on barbell back squat ortopedia biomecânica. J Strength Cond Res2014;28(4): 1127-1134.
  • http://www.rpd-online.com/article/view/v23-n2-castro-lopez-molero-etal/pdf_es

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *