Crossfit de fitness ou o Que escolher?

A resposta depende do objetivo que se marque cada um, já que cada modalidade deve favorecer alguns aspectos sobre os outros, mas qualquer uma das duas modalidades pode nos ajudar. Escolha o que escolher, e se vier de não realizar atividade física, a sua composição corporal, melhora. Conseguirá ter desenvolvimento muscular, seja num ginásio ou na crossfit já que, no final, é a essência de todo o treinamento que envolva a musculatura e treine para…

A resposta depende do objetivo que se marque cada um, já que cada modalidade deve favorecer alguns aspectos sobre os outros, mas qualquer uma das duas modalidades pode nos ajudar.

Escolha o que escolher, e se vier de não realizar atividade física, a sua composição corporal, melhora. Conseguirá ter desenvolvimento muscular, seja num ginásio ou na crossfit já que, no final, é a essência de todo o treinamento que envolva a musculatura e treine com resistência. Isso favorecerá que seu desempenho melhore e, além disso, sua estética suba a um outro nível, já que, em muitos casos, o desempenho e a estética vão praticamente de mãos dadas.

O ponto chega quando a pessoa tem apenas um fim estético (ou um tipo físico determinado objetivo).

Se o seu caso é o de uma pessoa que procura um físico fornecido em relação a todos os grupos musculares, o mais harmonioso possível, a sua escolha é o fitness convencional. Nesta modalidade, devido às características do treinamento, permite realizar exercícios mais analíticos da musculatura (vá em frente, que a base de um bom desenvolvimento físico sempre são os exercícios multiarticulares), com o que incides nos grupos musculares que precisam de mais atenção, dependendo do caso de cada um. Por outro lado, permite que você misturar os grupos musculares em seu computador e fazer combinações de exercícios para atingir diferentes tipos de objetivo, além de aplicar a duração que julgar oportuna ao treinamento. Este tipo de treino permite-lhe concentrar-se de forma mais exclusiva no desenvolvimento ou hipertrofia muscular e avançar mais rápido do que em outros casos.

A desvantagem em relação ao crossfit é que normalmente executa-o só, o que pode ter um impacto negativo sobre a motivação com que se enfrenta o treinamento. Muitas vezes, o certo é que alguém te ajude a progredir na utilização dos pesos. Além disso, você não tem uma intensidade marcada, com o que, de acordo com o momento em que realizar o treinamento e com a vontade que o afrontes, o seu treino pode ser mais fraco do que você gosta.

E depois é o crossfit, do que eu destacaria duas qualidades. A primeira é que se consegue realmente rápido uma melhoria no desempenho, devido a que o tipo de treinamento se concentra muito em aspectos como a força e a potência, e os exercícios que são executados envolvem muitos grupos musculares, assim como a combinação de exercícios de musculação com os de corrida/ergómetro, ou diversas máquinas voltadas ao desenvolvimento do sistema cardiovascular.

A segunda é que você consegue melhorar a sua composição corporal, pela dinâmica de alta intensidade, que se aplica nestes treinos. Existem muitos estudos que avaliam os treinos de alta intensidade como a chave para a perda de gordura corporal com o que seria mais fácil afirmar que os treinos de crossfit, acompanhados sempre, é claro, de uma alimentação correta, promoverão uma diminuição desta, em favor da massa muscular.

Além disso, o crossfit, ao ser aulas de grupo, com colegas, a motivação frente ao treino aumentará e será menos provável que perca a sua sessão.

As aulas são sempre supervisionadas por um treinador (coach), que ajuda o progresso e a execução dos exercícios. Além disso, sempre varia muito no treinamento com o que não necessariamente se tem que ser repetitivo.

Quanto a menos positivo do crossfit, creio que há muito a ênfase em determinados grupos musculares, como as pernas e a área média (ou core), com o que se pode dar o caso de que se encontre, por exemplo, que o seu desenvolvimento muscular nas pernas pode ser maior do que o pretendido, ou que a área média será consulte flangeada e se vê com menos opções em seu quadril-cintura.

Enquanto se trabalha muito nesses grupos, há outros em que não se trabalha tanto como as costas alta, braços, peito e ombros, com o que se quiser ter um desenvolvimento geral, não seria de mais para não deixar de lado certos exercícios que você deve executar para fora do box.

Quanto a lesões, não considero o crossfit uma modalidade mais lesar que a outra, mas sim, há que ter em conta que muitos dos treinamentos te obrigam a ir ao limite e, nesse ponto, é fácil ter uma lesão.

Minha recomendação é uma combinação de ambas as disciplinas. Passar vários dias ao crossfit e complementá-lo com um ou dois treinos convencionais em que impliques o resto de grupos irá levá-lo a conseguir uma boa combinação entre melhoria de desempenho, estética visual e melhora na composição corporal.

A chave para decantarte por uma ou outra modalidade está em saber quais são seus objetivos.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *