Como superar mentalmente uma lesão

Muitas são as situações negativas que podem viver um atleta e que deve superar para continuar a crescer e a atingir os seus objectivos: não baixar o peso…

superar-uma-lesion2OK

Muitas são as situações negativas que podem viver um atleta e que deve superar para continuar a crescer e a atingir os seus objectivos: não baixar o peso que te tens proposto; não alcançar essa estética musculada que desejou ou não ter as marcas estabelecidas.

Sempre digo que essas situações nunca acabam de ser do todo negativas, uma vez que servem de aprendizado e a posteriori, oferecem uma próxima oportunidade de experimentá-lo com mais sabedoria e potencial. E para que isto seja assim, você deve controlar a possível frustração e concentrar-se em analisar quais foram os erros para depois modificar.

Neste post eu gostaria de falar de uma situação que pode ser uma das mais negativas que você pode viver durante a sua temporada de treinamento e/ou competição, já que requer uma pausa natural em sua evolução desportiva: a lesão física.

A lesão é uma situação de caráter negativo, por diferentes razões: se ocorrer dor e limitações ou interrupções em sua atividade física. Tudo isto leva a uma provável perda de resultados e uma possível alteração quanto à suas relações sociais em seu ambiente desportivo e até mesmo pessoal, já que a tristeza, irritabilidade, baixa auto-estima, pensamentos negativos, etc., são algumas das alterações psicológicas que podem aparecer.

A maior preocupação do lesionado, é a recuperação para poder voltar a competir o mais cedo possível. Mas, chegados a este ponto, de grande interesse por “voltar ao ruedo” há que reflectir e ser consciente que se abre um novo caminho, com novos desafios e dificuldades que podem afetar o estado psicológico, como eu disse anteriormente, e isso pode afetar muito a sério a recuperação e até mesmo provocar o abandono desportivo.

Em posts anteriores, eu havia comentado que, seja qual for o seu objetivo (do esporte, estética, saúde…) o fator fundamental para alcançar o sucesso é a adesão ao programa desportivo, integrar o hábito como algo habitual, concentrar-se na tarefa, sendo você o máximo de referência para a superação. Pois nesta nova e a priori negativa etapa deve ser igual.

Antes da lesão, muito provavelmente, realizabas um programa esportivo por decisão própria, por motivação, por interesse e por prazer. Agora você deverá juntar, integrar e comprometer-se com um novo programa em que as principais tarefas são: satisfazer as prescrições médicas, interromper ou limitar a atividade física e a participação em sessões de recuperação.

Como enfrentar este caminho, de tal forma que venhas a vencer a ansiedade que possa aparecer, que se recuperar o mais rapidamente possível e, além disso, sair reforçado tanto física como mentalmente? Estas podem ser as fases e as chaves:

  • Durante a fase inicial do tratamento médico e fisioterapêutico é muito importante que você conheça o processo: que terapias vai realizar, em que consistem, que a duração temporal têm, etc. A partir de aqui, é necessário definir metas com uma temporalización lógica e, até mesmo, eu recomendo que plasmes estes objetivos em uma folha e firmes, como se de um contrato de compromisso se tratasse. Também é fundamental o feedback contínuo com a sua equipe médica.
  • A próxima fase de recuperação é provável que se integre a mobilidade articular, flexibilidade, equilíbrio, entre outras capacidades e um trabalho inicial suave para estimular a área lesionada. Neste momento, é fundamental manter um estado mental e emocional equilibrado para que suas expectativas sejam ótimas, confie no que está fazendo e destrua a possível ansiedade. Para isso, é altamente recomendado que realizar técnicas de relaxamento muscular progressivo e técnicas de relação mental (meditação) como um complemento ao programa de recuperação física.
  • O programa progride e pode ser mais intenso, provocando maiores estímulos para a área afetada, propondo movimentos semelhantes aos que costumava fazer em sua disciplina desportiva, com o fim de fortalecer e preparar-se para um futuro próximo. Confira esse “contrato” inicial que firmaste e veja como vão os tempos. Você deve cumprir com as expectativas! Continua com as técnicas de relaxamento, que ajudam a mantê-lo equilibrado. Outro aspecto fundamental desta fase é que os valores a sensação de confiança que tiver nessa área afetada quando você faz esses movimentos mais específicos, tenha em conta que a volta à atividade esta perto.
  • A fase seguinte é possível que seja a última e já está treinando com o grupo ou, no caso de que seu esporte seja individual, as suas sessões sejam muito semelhantes às de antes de sua lesão. Neste momento você deve avaliar de novo aquela sensação de confiança, mas, neste caso, em algumas situações similares às reais de competição. Poderia ser uma avaliação final. E por último, já deve voltar a plantarte esses objectivos iniciais que se fijaste antes da lesão.

Para concluir, gostaria de salientar que os atletas que tem o apoio de seu ambiente são mais saudáveis, menos propensos a se lesionar e encaram com menos ansiedade dos processos de recuperação. Também dizer-te que superar uma lesão pode fortalecê-lo mentalmente de tal maneira que te faça ser mais consciente da realidade e mais capaz de superar possíveis novas situações adversas.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *