As 10 regras do treino. A técnica

Nos colocamos sérios no blog de Men’s Health falando do que ninguém que assista normalmente um centro de fitness à procura de resultados (e não todo o…

Nos colocamos sérios no blog de Men’s Health falando do que ninguém que assista normalmente um centro de fitness à procura de resultados (não é todo mundo que vai a uma dessas instalações procura) deve desconhecer ou ignorar. Se quiser alcançar seus objetivos, especialmente se você levar treinando tempo sem ver resultados, não se pode perder nenhuma das 10 regras que vêm a seguir e que todo treinamento deve seguir. Devido à importância dessas regras decidi ir postagem, uma a uma, a cada 48 horas, porque, de outra forma, teria que resumir ainda mais e teria perdido uma informação muito importante.

Ultimamente estou vendo uma grande quantidade de planos de treinos concebidos por treinadores, a priori, bem formados que, paradoxalmente, violar algumas das regras fisiológicas que todo treinamento, do meu ponto de vista, você deve seguir. Isto tem uma série de explicações, desde que não tenham caído na conta, não lhe dão a mesma importância que eu, ou bem que esse dia não foram para a aula de fisiologia do exercício e, depois, no exame, como tirar um 5 aprova, pois você pode se permitir não estudar certas coisas. Quem não o fez alguma vez? O problema é que dispostos a escolher o que estudar e o que não, devemos ter em conta a aplicabilidade mais que a possibilidade de sair no exame.

Se listamos as diferentes regras que todo treinamento deve seguir, a primeira e mais importante seria:

Técnica, técnica e mais técnica. Para a maioria dos participantes habituais em ginásios e salas de musculação, a técnica é algo secundário, que tudo que faz é evitar que mover-se mais e mais peso. A verdade não entendo o problema que temos dos homens com tentar mover mais peso a cada dia. A maioria não vivemos em uma tribo perdida na amazônia, apesar de muitos acharem isso, nem vamos impressionar a fêmea de turno por ser capazes de cortar lenha para petiscos ou mover pedras grandes, como Range Rovers. Então, o que vem a este complexo? Tudo o que sei é que não nos faz nenhum favor a hora de treinar.

Michael Boyle, para muitos o melhor treinador de força do mundo, diz que a credibilidade de um treinador é medido pela técnica de seus clientes, e eu concordo 100%. Quantas pessoas há em academias, principalmente homens, que realizam dominadas como se se tratasse de um remate de cabeça? O problema de não realizar a técnica correta, em todo o momento é que vamos modificar planos, o que fará com que modifiquemos as fibras musculares recrutadas e, assim, impedir a adaptação que tanto nos interessa. Além disso, o fato de fazer essas modificações com o objetivo de pesquisar fendas, que nos permita mover um peso determinado, vai nos levar a explorar planos e posturas em que a segurança não está mais garantida.

O meu conselho. Comece sempre por aqueles exercícios cuja execução seja mais simples, e que te permitam trabalhar a velocidades suficientemente altas para produzir adaptação, sem comprometer em nenhum momento, a técnica mais rigorosa. Se você não pode manter a técnica, desde a primeira até a última repetição, baixa o peso.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *