7 razões por que dormir é tão importante

Quem não tenha sentido os efeitos negativos de passar uma noite ruim? Dormir pouco nos afeta de forma visível no nosso dia-a-dia,…

dormir-nutrição-obesidadOK

Quem não tenha sentido os efeitos negativos de passar uma noite ruim? Dormir pouco nos afeta de forma visível no nosso dia-a-dia, com efeito, mais do que palpável, mas que às vezes não sabemos é que, privar-nos de que as horas de sono necessárias, pode estar afetando nosso organismo mais do que nós mesmos acreditamos.

1. A insônia engorda

Vários estudos relacionam poucas horas de sono (<6h) com maior risco de obesidade. Isso ocorre tanto em crianças como em adultos.

Algumas das causas que podem estar relacionadas com o fato de que a falta de sono produzam este aumento de peso, segundo o que se tem visto em alguns estudos, pode ser devida ao aumento do apetite e a fome, especialmente dirigido a alimentos ricos em gordura e açúcares. Tudo isso devido a baixos níveis de leptina, um hormônio que nos ajuda a manter-nos saciados, e aumento da grelina, um dos hormônios responsáveis pela nossa sensação de fome. Se a esta sensação de fome somarmos mais tempo para o que é disponível comer, o aumento da ingestão está quase assegurado.

Por outro lado, a falta de sono contínuo produz, sem dúvida, fadiga, o que nos pode empurrar a praticar menos exercício físico e a passar mais horas em atividades sedentárias, como ver televisão, que também são acompanhados de petiscos. O que, além de adicionar calorias a um lado da balança vai ajudar a que não se prejudiquem, por outro, devido à diminuição de nosso gasto calórico.

Além disso, a privação de um sono adequado, aumenta a secreção de cortisol, conhecido como hormônio do estresse, e a secreção de insulina após as refeições, a qual promove no organismo, o acumulo de gordura.

Infográfico elaborado de acordo com os dados do estudo de Sanjay R. Patel and Frank B. Hu

Nota da imagem: Infográfico elaborado de acordo com os dados do estudo de Sanjay R. Patel and Frank B. Hu “Short Term duration and Weight Gain: A Systematic Review”

2. Risco de diabetes, doenças cardiovasculares ou enfartes

Dormir pouco pode levar à diabetes tipo 2 influenciando a maneira em que seu corpo processa a glicose. A falta de sono que produz a glicose seja processada mais lentamente e que diminua a sensibilidade à insulina, o hormônio responsável por reduzir os níveis de glicose no sangue.

Por outro lado, e agora chegam más notícias também para os sonolentos, tanto dormir pouco (<6h) como dormir demais (<9h) pode estar associado a doenças cardiovasculares ou enfartes.

3. Pior concentração, atenção e memória

Quando dormimos pouco, nossa atenção, nossa memória e a nossa tomada de decisões se vê inevitavelmente afetados. Já no início dos anos 30, Foi um matemático estadunidense, uma das figuras mais importantes no campo da medicina do sono estava relações entre a falta de sono e um pior desempenho mental.

Por exemplo, em um estudo, avaliou-se a 39 sujeitos depois de privá-los de sono durante 17-19 horas achando que a sua resposta aos diferentes testes era como se estivessem etílicamente intoxicados, ou o que é o mesmo, os bêbados. Também foi visto que os erros médicos aumentam significativamente quando os médicos estão sem as necessárias horas de sono.

4. Dificulta a recuperação

O sono é uma parte importante na recuperação passiva. Falta de sono pode provocar uma deterioração de seu desempenho, como mostra este estudo realizado com jogadores de basquetebol.

Uma pior recuperação devido a um mau descanso também pode causar não só que desempenhes pior, mas que sejas mais propenso a lesionarte seja por falta de atenção ou de regeneração muscular.

5. Depressão, estresse e ansiedade

Uma única noite de sono já nos coloca de mau humor por isso não é de admirar que a privação de uma certa boa noite de sono pode ter consequências ainda mais graves a nível mental.

De fato, um grande estudo já mostrou que a falta de sono crônica está ligada ao estresse emocional, mas também tem sido ligada a uma maior ansiedade ou a depressão.

6. Causa inflamação

A falta de sono pode estar ligada a uma maior inflamação do nosso organismo, o que, segundo alguns estudos, pode provocar doenças ou problemas digestivos e inflamação do trato digestivo.

Por outro lado, pessoas com turnos de noite ou rotativos têm um maior risco de doença inflamatória intestinal e pacientes com doença inflamatória intestinal podem sofrer mais surtos quando sofrem com a falta de sono pontual ou crônica.

7. Pior imunidade

O sonho também desempenha papel crucial no nosso sistema imunológico. De fato, se você dorme mal, o seu corpo produz menos células NK (natural killers), encarregadas de desfazer-se de células infectadas por um vírus. Um estudo, por exemplo, mostrou que as pessoas que dormem 7 horas tinham 3 vezes mais chances de ter constipações que as pessoas que dormem 8 horas ou mais.

Tudo isso são apenas algumas das consequências que vos quis mostrar sobre o que dormir pouco pode fazer em nosso organismo, um fato que, às vezes, restamos importância e que é um fator chave para ter uma boa saúde. Por tudo isso, não vos quito mais tempo e só vos posso desejar o que descanséis bem!

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *